Aumento do aço aumentará crise na indústria

11 de dezembro de 2015

O segmento metalmecânico de Caxias do Sul também está apreensivo com a informação de que o governo federal estuda elevar o imposto de importação para o aço. A justificativa para aumento da alíquota, explica o governo, é o de defender a indústria siderúrgica nacional. O fechamento de unidades da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) e Usiminas, os balanços ruins das empresas do setor e as demissões são usados como justificativas para a medida.

O principal objetivo é barrar a entrada do aço chinês, que representa hoje mais de 50% das importações brasileiras de produtos siderúrgicos.

O problema é que a medida significará aumento do preço do aço no mercado nacional. O Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul posicionou-se contra a medida.

O presidente da entidade, Getúlio Fonseca, diz que seriam atingidas diretamente 3.400 empresas do setor metalmecânico, responsáveis por 66 mil postos de trabalho em Caxias do Sul e outros 16 municípios da região, as quais já enfentam sérios probelams com a crise econômico-financeira que atinge o País.

Fonte: Jornal do Comércio
Seção: Siderurgia
Publicação: 11/12/2015

Compartilhe nas redes sociais