CSN aumenta preços dos planos em 5-8% em junho

1 de junho de 2012

A CSN deverá ajustar os preços domésticos dos aços planos em 5% a 8% para suas vendas de junho, disseram fontes do mercado à Platts SBB.

Distribuidores informaram que a CSN enviou recentemente uma notificação assinada por seu diretor comercial, Luiz Fernando Martinez, dizendo que há espaço para aumentos, em vista do cenário atual de valorização do dólar, recuperação da demanda e menor volume de importação.

De acordo com a nota, o aumento de preço para os distribuidores entrará em vigor em 1º de junho e para o setor automotivo em 1º de julho.

Contactada pela Platts SBB, a CSN disse que não comenta sua política de preços.

Fontes disseram que a Usiminas também poderá aumentar seus preços, já que a empresa tem discutido com seus clientes um possível aumento para os próximos meses.

Um distribuidor de São Paulo observou que os preços de importação recuaram e “ainda existe um cenário de capacidade ociosa e altos estoques”. Ele disse que os ajustes de preço só deveriam ocorrer em um mercado mais definido e mais favorável.

Com os ajustes, os distribuidores pagarão preços FOB usina (impostos excluídos) de cerca de R$ 1.545-1.580/t (US$ 745-792/t) pela bobina a quente e cerca de R$ 1.960-2.020 (US$ 983-1007/t) pela bobina a frio.

A indústria automotiva negociaria a BQ a R$ 1.495-1.539/t (US$ 750-772/t) e a BF a R$ 1.950-2.008/t (US$ 978-1.007/t) na mesma base.

 

Fonte: Steel Business Briefing
Seção: Siderurgia
Publicação: 31/05/2012

Compartilhe nas redes sociais