EUA adota medidas antidumping sobre aço de China e México

5 de setembro de 2019

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira a imposição de tarifas antidumping preliminares sobre mais de US$ 1 bilhão em aço para construção importados da China e do México.

Segundo os resultados de uma investigação preliminar, o Departamento de Comércio estima que os exportadores da China e do México se beneficiaram de dumping” para a fabricação de aço estruturado – como vigas em I, barras e vigas – em valores “que variam de 0,00% a 141,38% e de 0,00% a 30,58%, respectivamente”.

As conclusões do Departamento, que podem ser revertidas, seguem uma decisão semelhante em junho passado que cobriu as importações chinesas de alumínio no valor de quase US$ 1 bilhão.

Eles foram o resultado de uma queixa apresentada em fevereiro por membros do Instituto Americano de Aço para Construção, em Chicago.

O ministério da Economia do México reagiu ao anúncio afirmando que se trata de uma investigação “habitual” do departamento americano do Comércio, cujos resultados finais devem sair apenas em janeiro de 2020.

O órgão afirma que “continuará apoiando as empresas mexicanas envolvidas no procedimento antidumping e participando ativamente do procedimento contra as subvenções”.

“Não se trata de uma medida unilateral de parte dos Estados Unidos sobre o aço mexicano, nem sequer envolve todo o aço mexicano, é apenas o aço estrutural” e especificamente um grupo de empresas, declarou a ministra da Economia, Graciela Márquez, à rádio local Grupo Fórmula.

Como resultado da nova medida, a Alfândega dos Estados Unidos foi encarregada de coletar depósitos em dinheiro dos importadores relevantes de aço estrutural com base nas taxas de dumping determinadas durante sua investigação preliminar.

As autoridades indicaram, no entanto, que o inquérito não havia afetado as estruturas de aço do Canadá, que atualmente estão livres das taxas antidumping.

Em 2018, as importações de aço estrutural do Canadá, da China e do México foram estimadas em US$ 722,5 milhões, US$ 897,5 milhões e US$ 622,4 milhões, respectivamente.

Fonte: AFP
Seção: Siderurgia
Publicação: 05/09/2019

Compartilhe nas redes sociais