Governa limita empréstimos do BNDES a grandes empresas

26 de junho de 2015

Eduardo Cucolo

O ministro Joaquim Levy (Fazenda) tirou da gaveta uma regra para limitar empréstimos do BNDES a grandes empresas que vinha sendo postergada desde 2006 pela equipe econômica anterior.

Se o montante superar o limite de 25% do patrimônio do BNDES, o banco ficará imediatamente proibido de fazer novos empréstimos para esse devedor.

Além disso, o BNDES terá de reduzir esse “excesso de exposição” ao risco de um único devedor de acordo com um cronograma que começa em 2018 e vai até 2024. Isso poderá ser feito, por exemplo, por meio da venda de ações.

A regra foi criada em 2003, para entrar em vigor em 2006, mas foi sendo sucessivamente adiada pela antiga equipe econômica.

A medida foi aprovada ontem, quinta-feira (25), pelo CMN (Conselho Monetário Nacional) e explicada pelo Banco Central, que não deu mais detalhes sobre a contabilidade do banco.

Essa regra já vale para outras instituições financeiras, mas o governo havia deixado o BNDES como exceção à norma.

Fonte: Folha de São Paulo
Seção: Economia
Publicação: 26/06/2015

Compartilhe nas redes sociais