Governo está cético quanto a novos aportes da CSN na Transnordestina, diz fonte

14 de outubro de 2016

O governo está cético quanto à possibilidade de a CSN aportar novos recursos para a conclusão das próximas etapas da obra da ferrovia Transnordestina, concessionária controlada pelo grupo siderúrgico, disse uma fonte do governo que participou de reunião com a empresa.

De acordo com essa fonte, ainda haverá uma nova reunião entre ministros ligados à obra -Casa Civil, Transportes e Integração Nacional- para ouvir novamente a companhia, mas se não houver solução que envolva aporte de novos recursos pela CSN e pelo governo, o Executivo analisa outros cenários para conclusão da obra.

Um deles, de acordo com a fonte, seria uma saída negociada da CSN da concessão por meio da chamada caducidade amigável, cujo modelo deverá constar de medida provisória que está sendo finalizada pelo Palácio do Planalto.

“Nesse cenário, se a empresa concordar com a solução negociada, devolveria a concessão e o governo poderia relicitá-la rapidamente para garantir a conclusão da obra.”

Fonte: Infomoney
Seção: Siderurgia
Publicação: 14/10/2016

Compartilhe nas redes sociais