Importações perdem força; aço plano chega a ser negociado a 10% abaixo dos produtos importados

20 de agosto de 2015

Segundo dados do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço – Inda, as importações brasileiras de aço plano estão perdendo força diante das altas taxas de câmbio e da estabilidade dos preços domésticos.

De acordo com dados divulgados pelo Inda, em julho deste ano o volume de importação ficou em 148.700 toneladas, o que representou uma queda de 29,4% na comparação com o mesmo mês no ano passado e de 15,8% em relação a junho.  De janeiro a julho deste ano o volume importado foi de 1,135 milhão de toneladas, queda de 2,7% em relação ao mesmo período em 2014.

Além da queda de volume, os preços de alguns produtos estão sendo negociados 10% abaixo dos produtos importados, contrariando o histórico de negociações, uma vez que os produtos importados têm sido vendidos de 10 a 15% abaixo dos produtos domésticos – um nível confortável para estimular a estabilidade dos preços. Já as siderúrgicas continuam oferecendo descontos de 5% a 8% para negociações esporádicas – válidas para grandes lotes, para reduzir os níveis de estoque.

Para Carlos Loureiro, presidente do Inda, se os preços internacionais pararem de cair e a atual taxa de câmbio se estabilizar, é possível que ocorra um ajuste de preço nos produtos de aço domésticos nos próximos meses, que poderá chegar a 7%.

Fonte: Infomet
Seção: Metalurgia & Distribuição
Publicação: 20/08/2015

Compartilhe nas redes sociais