Produção mundial de aço bruto cai 10,6% em outubro, puxada por China – 24/11/2021

24 de novembro de 2021

Sob impacto da forte desaceleração da produção de aço na China, maior fabricante da matéria-prima no mundo, desde julho, o volume mundial de outubro registrou queda de 10,6%, informou nesta terça-feira a World Steel Association, sediada em Bruxelas.

De acordo com a entidade, a produção global dos 64 países que reportam informações a ela foi de 145,7 milhões de toneladas. Esses países respondem por 85% do montante de aço bruto fabricado no mundo, diz a Worldsteel.

De janeiro a outubro, o volume global somou 1,607 bilhão de toneladas, o que ainda representou uma alta de 5,9% sobre igual período de 2020. Alguns países, como Japão, Índia, Estados Unidos, Alemanha e Brasil vêm mantendo forte recuperação do impacto da pandemia no ano passado.

O governo chinês vem impondo restrições ao aumento de produção nos cinturões do aço no país no intuito de reduzir as emissões de gás carbônico e também para controlar o aumento dos preços do minério de ferro e, por consequência, dos produtos siderúrgicos.

Em outubro, as usinas chinesas produziram 71,6 milhões de toneladas, queda de 23,3% em relação a outubro do ano passado. No volume acumulado do ano, somou 877,1 milhões de toneladas, com decréscimo de 0,7% ante o mesmo período de 2020.

A Índia, segundo maior no ranking mundial, registrou aumento de 2,4%, para 9,8 milhões de toneladas no mês passado. O Japão, outra grande nação do aço, informou alta de 14,3%, com 8,2 milhões de toneladas, ante outubro do ano passado.

Os Estados Unidos produziram 7,5 milhões de toneladas , com expansão de 20,5% ante um ano atrás. Na União Europeia, a Alemanha mostrou recuperação de 7% na comparação com o mesmo mês de 2020, fazendo 3,7 milhões de toneladas em suas siderúrgicas.

De acordo com a Worldsteel, estima-se que Brasil tenha produzido 3,2 milhões de toneladas em outubro, o que representaria crescimento de 10,4%. No acumulado de dez meses, a siderurgia brasileira alcançaria alta de 19,1% ao fabricar em suas usinas 30,3 milhões de toneladas de aço bruto, informa a entidade.

Fonte: Valor
Seção: Siderurgia & Mineração
Publicação: 24/11/2021

Compartilhe nas redes sociais