Produtoras brasileiras de planos novamente com tentativa de aumento de preço

12 de setembro de 2012

As produtoras brasileiras ArcelorMittal, Usiminas e CSN têm negociado ajustes do preço doméstico para os planos desde junho, mas o atual cenário mostra que o espaço para aumento está diminuindo, sugeriram participantes do mercado. A primeira semana de setembro foi determinada como prazo para os aumentos de preço de 4-7% sobre os planos domésticos, mas fontes contatadas pela Platts Steel Business Briefing confirmaram que as negociações em andamento estão adiando as movimentações. “Programei algumas reuniões com as usinas para tentar elevar os novos valores para pelo menos início de 2013”, disse uma fonte, explicando que ele compreende o desejo de melhorar as margens, mas acredita que o setor não deve ser penalizado com um aumento de preço. A campanha de aumento de preço tem como meta distribuidores, centros de serviço e empresas de componentes automotivos. Alguns clientes já absorveram a movimentação, mas com taxas mais baixas: “Aceitei os preços mais altos da Usiminas, mas entre 4% e 5%”, disse uma fonte de uma empresa de componentes automotivos. Outros compradores de planos disseram que estão “protegidos por um contrato de seis meses”, então as usinas não podem determinar um preço até o próximo ano. De acordo com analistas, o apoio do governo brasileiro para a indústria, com o aumento iminente das tarifas de importação para 25% para uma grande gama de produtos, incluindo aço, devem aumentar a competitividade do setor siderúrgico e reduzir a penetração da importação, mas “o governo foi muito claro que as tarifas mais altas de produção estarão atreladas ao preço estável no mercado doméstico, o que deve pesar contra ajustes de preço pelas usinas locais nos próximos 6 a 12 meses”, disse um relatório do Barclays Capital. Além disso, disse o relatório, a recente queda nos preços da matéria-prima devem limitar o poder de barganha das usinas para aumentar os preços.

Fonte: Platts
Seção: Siderurgia
Publicação: 12/09/2012

Compartilhe nas redes sociais