Secex abre revisão anticircunvenção contra chapas grossas de aço carbono da China

11 de agosto de 2016

A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Secex/MDIC) iniciou revisão anticircunvenção para averiguar a existência de práticas comerciais que tentam frustrar a eficácia de direito antidumping aplicado em 2013 às importações brasileiras de laminados planos de baixo carbono e baixa liga provenientes de lingotamento convencional ou contínuo (chapas grossas) vindas da China.

De acordo com circular publicada no Diário Oficial a União (DOU), a análise das supostas práticas comerciais desleais considerou o período de abril de 2013 a março de 2016 e abrangeu tanto as importações de chapas grossas quanto de chapas grossas com adição de cromo e de titânio originárias ou procedentes da China.

O direito antidumping contra os produtos da China foi aplicado em outubro de 2013 sob a alíquota de US$ 211,56/t. A revisão anticircunvenção desse caso foi aberta pela Secex com base em petição feita pela Usiminas em maio deste ano.

Fonte: Isto É
Seção: Siderurgia
Publicação: 11/08/2016

Compartilhe nas redes sociais