Tarifas mais altas de importação brasileira entram em vigor

3 de outubro de 2012

Mesmo criticado pelos grandes países como protecionista, o Brasil aumentou a tarifa de importação de 100 produtos, incluindo diversos produtos siderúrgicos, em 25%.

Esses são os primeiros produtos incluídos em uma lista de exceções da Tarifa Externa Comum (TEC) do Mercosul. O número vai dobrar nos próximos meses, conforme acordo do bloco. O ministro do desenvolvimento, indústria e comércio exterior (MDIC), por meio da câmara de comércio (Camex), começará o processo de consulta com o setor privado para selecionar os próximos 100 itens.

Segundo o MDIC, as tarifas mais altas de importação terão validade de até 12 meses, prorrogáveis até 31 de dezembro de 2014.

‘Como o bloco não solicitou nenhuma correção da lista, os produtos que fazem parte da lista publicada na segunda-feira são os mesmos divulgados no início de setembro pela Camex’, disse o governo.

Os produtos siderúrgicos afetados incluem a bobina a quente, fio-máquina, barras, trilhos e tubos soldados sem costura.

Fonte: Platts
Seção: Siderurgia
Publicação: 03/10/2012

Compartilhe nas redes sociais